Pedido de Orçamento
Você adicionou a sua lista de orçamentos. O que deseja fazer agora?
Continuar Navegando! Fechar Pedido!
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

PODCAST

PODCAST

PODCAST

Podcasts são programas de áudio disponibilizados digitalmente para os ouvintes, como em um programa de rádio que aborda um assunto bem específico e não precisa ser sintonizado em AM ou FM para ser ouvido. Quem batizou o termo foi Adam Curry, ex-VJ da MTV, ao juntar iPod, dispositivo para ouvir músicas, e Broadcast, termo em inglês que significa transmissão.

Essencialmente, podcasts são arquivos de áudio MP3 distribuídos por streaming ou download em diferentes plataformas na internet. 

Os podcasts andam surfando em uma onda de popularidade por se adequarem bem às rotinas urbanas – podem ser ouvidos no carro, no trabalho, na esteira e até no chuveiro – e possibilitarem uma comunicação mais direta entre os produtores de conteúdo e os ouvintes. 

Isso porque, ao contrário dos programas de rádio, que possuem uma programação efêmera e, na maior parte das vezes, ao vivo, os podcasts são facilmente armazenáveis para ser ouvidos depois.

Assim, o ouvinte acessa o conteúdo de seu interesse a qualquer momento.

O crescimento do podcast no Brasil e no mundo
Segundo o serviço de streaming Deezer, de 2017 a 2018 houve um aumento de 40% no consumo de podcasts entre os usuários brasileiros. Esse número representa uma média de 3h diárias de consumo – um valor impressionante, principalmente se considerarmos a (falta de) atenção das pessoas e a maneira como engajam com conteúdo atualmente.

 

Nos EUA e no mundo, no mesmo período, o número de ouvintes diários aumentou 330%, de acordo com a plataforma de streaming Spotify. Pelo menos dois terços dos americanos ouvem podcasts vez ou outra, e ao menos 23% consomem a mídia semanalmente. 

O Brasil possui, hoje, centenas de podcasts, com diferentes temas e abordagens. Isso significa que existe conteúdo em áudio para todos os gostos, e a grande maioria é disponibilizada gratuitamente.


Como produzir o seu primeiro podcast


Caso você sinta interesse em desenvolver seu próprio conteúdo em áudio (por que não?), saiba que produzir um bom podcast é o mais prático e barato do que as pessoas imaginam – especialmente quando comparamos essa tarefa com a produção de vídeos.

 

Isso porque investir em vídeo, por exemplo, demanda maior quantidade de equipamentos e habilidades técnicas para conseguir um material capaz de trazer resultados iniciais. Por outro lado, os podcasts dependem apenas de uma boa gravação.

Veja como facilitar o processo através das dicas e passos abaixo.

Primeiro passo: Defina seu estilo
Vai fazer um podcast sobre política? Sua linguagem será mais culta que engraçada, caso o objetivo seja transmitir informação. É uma premissa básica da comunicação de rádio dividir as pautas em dois tipos: entretenimento e as pautas “sérias”. 

Determinados assuntos, como a política, exigem maior foco na entrega para que sejam compreensíveis. Porém, as regras de comunicação não são absolutas, e seu estilo deve ser determinado pelo que agrada ao público – e a você mesmo.

Natural é sempre melhor. 

Outra parte importante do estilo é a definição do número de apresentadores e do formato do programa. Serão duas pessoas conversando ou uma entrevista? Prefere fazer uma mesa de debates ou criar um guia técnico sobre determinado assunto? 

Não existe resposta certa. Faça testes e veja o que gera maior engajamento de seus ouvintes, uma vez que entender seus feedbacks é fundamental para melhorar resultados.

Segundo passo: Convide pessoas 
Uma parte da cultura dos podcasts muito valiosa, e que sempre agrega em termos de conteúdo e marketing orgânico, é a que planeja os convidados. Use o espaço como maneira de reforçar sua marca pessoal e junte a isso um conteúdo interessante, com convidados que agreguem ao programa. 

Não opte, necessariamente, por um convidado famoso ou relevante no momento, mas sim por um convidado que tenha algo interessante a dizer dentro do assunto que será abordado. 

Tenha como regra que, independentemente da qualidade do áudio e da produção, é a qualidade do conteúdo que vai prender a atenção dos ouvintes a longo prazo.

Terceiro passo: Grave o podcast 
O mais importante é ter um áudio limpo e sem ruídos. Caso você não entenda de edição de áudio e esteja sem dinheiro para investir na contratação de um freelancer, um áudio simples e limpo basta. 

Também não é necessário sair correndo para comprar microfones caros e super tecnológicos, uma vez que a diferença na qualidade não será fundamental – pelo menos não no início. Um microfone de celular próximo à boca funciona bem para captar a voz em um bom volume. Se a gravação for presencial, iPhones têm bons microfones já embutidos. 

Outros celulares também funcionam para essa finalidade. De qualquer forma, vale conferir se o seu dispositivo já tem um programa de gravação de áudio instalado. Faça testes antes de realizar a conversa de fato, verificando a melhor distância e altura para deixar o celular gravando. 

Em termos de edição, é recomendável usar um programa que permita ver a faixa de áudio, como o Adobe Audition e o Audacity. Isso facilita a remoção de ruídos de respiração, além daqueles momentos de dúvida e interrupções que não agregam valor à conversa.

Quarto passo: Publique
Se, no início da popularização dessa mídia, havia uma enorme dificuldade em encontrar os podcasts, precisando assinar feeds RSS em cada site, hoje os agregadores e plataformas gigantes do mercado (como o Spotify) centralizam tudo em um único ponto. 

A melhor distribuidora pelo custo benefício e pela facilidade em usar as ferramentas é o Spreaker. Com usabilidade fácil e layout intuitivo, é possível colocar seus programas no ar e disponibilizá-los no Spotify em poucos minutos.

Com isso, seu programa estará rapidamente no ar, em diferentes plataformas, e você poderá incorporar este formato de conteúdo valioso dentro de sua estratégia de Marketing Digital. 

Anote aí: o podcast não é uma onda passageira. Ele veio para ficar. Assim como o rádio, traz a magia do som para nossa rotina, e ainda tem o diferencial de ter programação focada exatamente naquilo que a gente gosta de ouvir.

Portanto, se você ou sua empresa tem algo a dizer, considere incluir podcasts na sua estratégia. A chance de dar certo é inversamente proporcional ao arrependimento causado por não dar uma chance a essa mídia. 

Equipamentos que podem ser usados

Criação de Sites MGF Arte